A MALA PARA ETERNIDADE

16 Jan 2018

A MALA PARA ETERNIDADE

  • Em Artigos
  • (23) Visualizações

Vamos imaginar que ao partir deste mundo, cada pessoa arrume suas coisas numa mala. O que você levaria nesta mala? Quem sabe seus bens materiais? Não dá, tudo que é conquistado na terra fica na terra. Ninguém leva dinheiro, imóveis, carros, status social, ou bolinhas de gude. Pode riscar de sua malinha as conquistas humanas.


Quem sabe as minhas conquistas, meus diplomas, minhas obras? Na vida eterna as conquistas, meus diplomas em diversas áreas, minhas obras, não me capacitarão a viver no céu.


Pois a palavra de Deus diz: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie;” Efésios 2:8,9.


E os que vão para o inferno? Não levam as boas lembranças? Também não, lá é lugar de arrependimento, de lamento pelas oportunidades perdidas de reconhecer Jesus como Salvador. Inferno é lugar de extremo sofrimento e não cabe nem boas recordações.


E a família? E os amigos? A família e os amigos também não lhe pertencem, eles fazem parte do caminho na jornada desta vida, mas ninguém vai de mãozinhas dadas com você, na hora da verdade, aquele momento de “passar a régua” e contabilizar os pontos é somente seu com o Criador.


Na mala vai o meu espirito? Que nada! Os espíritos dos homens (bons e maus) pertencem a Deus, veja: “E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.” (Eclesiastes 12:7). O seu espírito pertence a Deus, portanto não vai em sua malinha.


O que eu levo de bagagem quando morrer? Este é o ponto, você e eu só teremos direito de carregar conosco duas coisas: o bem, ou o mal praticado durante a jornada da vida e o amor. O amor é o restinho de Deus que habita o coração humano, uma relíquia do paraíso. O amor é a essência de Deus, veja: “Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.” (1 João 4:8).


Mas ainda há a possibilidade de alguém não amar, nem mesmo seus pais, ou filhos, e neste caso, a malinha dessa pessoa só vai levar os malfeitos. Infelizmente! O problema é que vivemos na horizontal, e a grande maioria das pessoas só enxerga a eternidade, como uma invenção dos “crentes”, e há quem diga que “o inferno é aqui mesmo”. É a teoria do “viva apenas o presente”, um erro grave repetido na base do “modo papagaio”. O que importa não é o momento presente, porque ele passa tão rapidamente que “de repente” ficamos velhos e nem nos apercebemos disso.


O corpo (por mais belo e malhado que seja) vai voltar ao pó. Os bens ficam de herança para os outros. A família vai continuar em suas gerações, e depois de um tempo, você e eu seremos apenas uma fotografia amarelada na parede, até que um dia nem isso restará. Tudo o que vivemos no mundo fica no mundo, sem chances de nos acompanhar para a vida eterna.


O bem mais precioso ao alcance do homem, e que definirá seu destino eterno, e o acompanhará pela eternidade, é reconhecer Jesus como Salvador. Todos os dias você tem muitas oportunidades, de convidar Jesus para entrar em seu coração, mas esta decisão costuma ser adiada por motivos absolutamente menores, e a vida vai se tornando cada dia mais perigosa.


Morrer sem Jesus é morar no inferno por toda a eternidade, e esta é uma ideia aterrorizante. Veja o que está escrito: “E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida.” (1 João 5:11,12). Vida eterna é a única coisa que importa, todo o resto não nos pertence, e vai ficar aqui na terra mesmo, portanto, sua malinha só vai poder levar, sua passagem para o destino eterno, o amor e os frutos colhidos aqui, sejam bons, ou maus. Pense nisso! Postado há 21st January por Gratidão 


Ainda há tempo, de revisar o que estamos levando na mala. Em Mateus 6:19-20 o Senhor diz: “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde os ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu...”.


 


Deus abençoe,


Pr. Luis C Cordazzo

Enviar Comentário

Enviar Comentário

Últimos Artigos

Encontro Regional de Jovens

16/03/2018
Detalhes

NÃO TÔ DE BRINCADEIRA.

09/02/2018
Detalhes

EU AMEI SER DE JESUS

02/02/2018
Detalhes

A MALA PARA ETERNIDADE

16/01/2018
Detalhes

Festa de Final de Ano

22/12/2017
Detalhes

Facebook